(Foto: Divulgação/Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste)

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Santa Bárbara d’Oeste identificou nesta quarta-feira (3), os envolvidos no ato de vandalismo que danificou o monumento do Romi-Isetta, localizado na rotatória do bairro Santa Rita. O patrimônio público, localizado na Rua dos Tupis, foi atacado na madrugada da última segunda-feira (1) por três indivíduos.

Em nota nas redes sociais, a Prefeitura Municipal falou sobre o trabalho realizado pela polícia:

“A Guarda Civil Municipal de Santa Bárbara d’Oeste identificou três pessoas que confessaram o ato de vandalismo à réplica da Romi-Isetta, ocorrido na segunda-feira (1º). Por meio de imagens de câmeras de segurança instaladas nas imediações, a corporação identificou os responsáveis pelo ato, que foram conduzidos nesta quarta-feira (3) à Delegacia de Polícia Civil do Município.

Os três homens, de 24, 28 e 30 anos, moram na mesma residência, no Jardim Mariana – sendo que dois deles são irmãos. Os três serão indiciados por dano qualificado e associação criminosa, respondendo também civilmente pela reparação dos danos.”

O secretário de Segurança, Trânsito e Defesa Civil, Romulo Gobbi, também comentou sobre o caso — “Quero parabenizar os guardas municipais e a Polícia Civil. É dever da corporação zelar pelo patrimônio público, que é a réplica da Romi-Isetta. Atendendo solicitação do prefeito Rafael Piovezan, cuidamos e valorizamos a história de Santa Bárbara d’Oeste. E que fique claro que não toleraremos toda e qualquer prática que viole a cidade onde vivemos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui