Comparação gera infelicidade nas redes sociais — por Grasiela Siqueira

Aquele ditado “a grama do vizinho é mais verde”, ainda é fonte de muitos corações. Cuidado, pois ao mudar para casa desse vizinho você pode perceber que era apenas uma grama sintética.

0
251
(Foto: Reprodução/Adam Hester/ Getty Images)

Quem nunca se pegou olhando fotos e vídeos de artistas ou amigos, e acabou se comparando com eles ou sua situação de vida?

“Nossa fulano(a) está na praia de novo? E eu não viajo faz cinco anos”.

Você nem sabe se pra fazer isso a geladeira de fulano(a) só tem água e ovo, ou o tanto que ele realmente trabalhou e priorizou viajar, para aproveitar um bocado a mais a vida. Já pensou nas economias ou parcelas que vc consegue pagar, para fazer uma viagem tão boa quanto?

“Que mulher maravilhosa magra e olha meu corpo que horrível”.

Essa frase é a mais repetida por mulheres no Brasil e no mundo, a busca do corpo perfeito, o sentimento de inferioridade. A indústria da beleza trabalha todos os dias para que você continue se sentindo insegura e descontente, para que busque incansavelmente produtos que “preencha” essa sua insatisfação. Você é mais que apenas um número na balança, se valorize!

“Queria eu ter o dinheiro que fulano(a) tem que aí eu ia aproveitar a minha vida”.

Dinheiro ajuda bastante em desfrutar a vida, porém ele não é garantia de felicidade. Há pessoas que podem estar num paraíso e mesmo assim infelizes, pois não importa aonde esteja, sua saúde mental, sua memória, preocupações e problemas irão com você.

“Que família feliz e perfeita de margarina, a minha só tem brigas”.

Todos nós podemos tirar fotos sorrindo por fora e por dentro estar chorando. Toda família enfrenta suas dificuldades. O que você faz para melhorar o clima da sua?

“Nossa todo mundo se divertindo no feriado e eu aqui limpando a casa”.

As vezes a sensação de tédio toma conta, sentimos que não estamos aproveitando da maneira que gostaríamos. Mas já parou para pensar que também pode se divertir dentro de casa com as pessoas que você ama?

“Nossa fulano(a) foi promovido de novo e eu ainda nem sei o que quero fazer da minha vida”.

Se você não está feliz com seu trabalho, já pensou em atualizar seu currículo, fazer um novo curso, buscar outras alternativas que sejam compatíveis com seu perfil?

Redes sociais é igual papel, aceita tudo! As pessoas geralmente vão mostrar só o que elas querem que os outros saibam ou pensem dela. A realidade do coração da pessoa e de sua situação, pode ser bem diferente de fotos cheias de filtros, poses e vídeos mil vezes editados.

Me lembro de quando morei em Angola (África) por um ano, eu sempre me questionei do porque aquelas pessoas eram tão felizes, se não tinham muitas vezes nenhum recurso digno para viver.

Ao longo do tempo percebi que umas das fontes da infelicidade era a comparação, pois as pessoas que tinham acesso a TV, internet e redes sociais, sempre me falavam: “seu país que é bom de viver, tem tudo de bom e aqui não temos nada” e as pessoas que não tinham noção do que havia fora de seu mundo, contemplava cada pequena coisa boa do seu cotidiano para viver, como conseguir água, comida, estudo, moradia e principalmente estar com quem se ama. Quem tinha acesso, estava por vezes insatisfeito (o que no caso é bem compreensível).

Aquele ditado “a grama do vizinho é mais verde”, ainda é fonte de muitos corações. Cuidado, pois ao mudar para casa desse vizinho você pode perceber que era apenas uma grama sintética.

Mas se acaso descobrir que é verdadeira, fique feliz pelo outro e se inspire!

Autora: Grasiela Siqueira
Psicóloga
CRP 06/119271
grasi.fsiqueira@gmail.com
(19) 99320-2353
Rua Luiz Delbem, 170 – Centro – Americana/SP
Insta: @umapsicologa_me_disse

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui