Trio é condenado por morte de comerciante em Americana

Giani Aparecida Molina de Lião foi morta no dia 13 de outubro de 2019, na Casa de Carnes Colina.

0
709
Foto: Reprodução

A Justiça determinou a condenação do trio responsável pela morte da comerciante Giani Aparecida Molina de Lião, de 54 anos, que era proprietária da Casa de Carnes Colina em Americana (SP). Decisão partiu de Eugênio Augusto Clemente Junior, o juiz da 2ª Vara Criminal do município.

Foram condenados: Vinicius Pereira de Oliveira de 24 anos, a 33 anos e 7 meses de prisão; Maicon Rogério Alves, de 23 anos e Florisvaldo José Prock, de 46 anos, pena de 25 anos e 6 meses de reclusão.

Giani foi morta no dia 13 de outubro de 2019, durante assalto em seu açougue localizado na Rua Piauí, no bairro Machadinho.

Durante a ação criminosa, Vinicius foi responsável pelo latrocínio após a vítima entrar em luta corporal, efetuou disparos contra ela e o marido de 57 anos, José Roberto Lião. Giani faleceu no dia do assalto, enquanto que seu marido resistiu.

A equipe do BAEP (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) de Campinas efetuou a prisão de Vinicius passado alguns dias e testemunhas (incluindo o marido) o reconheceu, enquanto que a DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Americana, prendeu Maicon (responsável por planejar o assalto, ex-funcionário do açougue) e Florisvaldo por participação do delito. Os três indivíduos estavam presos preventivamente desde outubro.

Ademais em sua decisão, o juiz apontou que os réus colaboraram voluntariamente no assalto, ficando vetada qualquer possibilidade de recorrer em liberdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui