As denúncias que recaem sobre o núcleo duro da administração Omar Najar, não me provocam qualquer tipo de satisfação. Pelo contrário: causa-me preocupação! O atual prefeito foi sufragado nas urnas com a bandeira do combate à corrupção e qualquer notícia que ponha em dúvida essa imagem é ruim para a cidade e para o cidadão americanense.
Quero deixar bem claro que não vou pré-julgar ou julgar os dois secretários, com os quais convivi, durante o período em que ocupei o cargo de Secretário de Saúde do município, embora o atual relacionamento do meu partido com esta gestão, seja hoje, exclusivamente, protocolar!
Tenho como princípio que, no âmbito celestial, quem julga é Deus e, no âmbito terreno, é o Judiciário! Mesmo porque, muito do moralismo que graça neste país tem sido seletivo e superficial! Além disso, como teria dito o ex-governador Ademar de Barros: “Basta estar em evidência para que te chamem de veado, corno ou ladrão…”.
Preocupante passa a ser a postura do atual prefeito diante de uma situação que se apresenta: terá ele o tirocínio político para superar a atual crise ou começará a contar os longos 400 dias até o dia 31 de dezembro de 2020? Embora, a política venha sendo alvo de um processo de demonização sem precedentes, em regimes democráticos, é só através dela que o homem público consegue viabilizar uma gestão.

Orestes Camargo Neves
Empresario
Ex Vereador ano 2001 a 2004
Suplente de vereador assumiu 5 sessões e 2018
Ex Secretario da Saúde da atual Administração por 6 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui